Dois morrem em assalto a ônibus turístico em Curitiba

Guia do ônibus, de 37 anos, e passageiro, de 18 anos, são baleados e não resistem aos ferimentos

Evandro Fadel, do Estadão,

16 de agosto de 2007 | 08h17

Duas pessoas foram mortas e uma ficou ferida, por volta das 21h30 de quarta-feira, 15, quando quatro homens armados e encapuzados assaltaram um ônibus de turismo na região do Bairro Alto, em Curitiba. O ônibus levava 40 pessoas para fazer compras em São Paulo e foi assaltado quando trafegava no trecho urbano da Rodovia Régis Bittencourt. O motorista do ônibus foi ferido e permanecia nesta quinta internado no Hospital Evangélico, em Curitiba.   Segundo os passageiros, dois assaltantes entraram no ônibus quando ele parou para pegar os últimos viajantes. O guia Valdir Farias Tomasi, de 37 anos, dava as últimas instruções sobre o retorno de São Paulo. "Eles já chegaram atirando", disse um passageiro. O primeiro atingido foi o guia, que levou quatro tiros. "Os assaltantes disseram que já o conheciam e foram atirando.". Ele morreu na hora.   Depois, um dos assaltantes tomou o volante do ônibus e conduziu-o ao Jardim Santa Mônica, em Colombo. Enquanto isso, o outro retirava os pertences dos passageiros e agredia alguns. O passageiro Willian Barbosa, de 18 anos, possivelmente em razão do nervosismo, começou a tremer e não conseguia tirar a carteira do bolso. Recebeu três tiros e morreu enquanto era levado para o hospital.   O motorista Gilson Carmo Moreira, de 28 anos, também foi baleado e está internado. "Foi um terror", relembraram alguns passageiros. Os assaltantes teriam fugido em dois carros que davam cobertura à ação.   Matéria ampliada às 15h11

Tudo o que sabemos sobre:
violência em Curitiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.