Dois mortos e um mistério no monomotor que caiu no Paraguai

Estão mortos os dois ocupantes do monomotor Bonanza, prefixo PT-ISL. O avião decolou no dia 18 último de Tupã (SP) pilotado por Valdir Guarezzi, e até o início da noite de ontem, estava sendo procurado sob suspeita de que havia sido seqüestrado por narcotraficantes. Acabou caindo em uma propriedade rural do Paraguai, na localidade de Yby Ya`u a 120 quilômetros de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. Segundo o peão boiadeiro, Elvio Troche Deleón, informou à polícia, o aparelho bateu em uma árvore na decolagem e caiu. Os corpos, queimados e irreconhecíveis, foram enterrados em uma cemitério antigo que fica dentro do imóvel, mas foram exumados e transportados para Ponta Porã hoje pela manhã. Existem vários pontos a serem esclarecidos, porém o mais intrigante é que Eugênio Figueredo Campuzano, dono da fazenda que tem o mesmo nome do lugar, está gravemente ferido, internado na Santa Casa de Campo Grande.Policiais que investigam o caso, ainda não têm a confirmação de que se o fazendeiros estava ou não no Bonanza. Campuzanoteve prisão preventiva decretada pela Justiça de Tupã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.