Dois mortos em assaltos no interior de SP

Duas pessoas morreram em crimes de latrocínio na região de Campinas, no interior do Estado de São Paulo, neste fim de semana.O empresário italiano Massimo Spanio, de 33 anos, morreu no último sábado no HospitalMunicipal Mário Gatti, depois de ter sido baleado em um assalto na segunda-feira passada.No último sábado, o agricultor José Geraldo Pacagnelli, de 43 anos, foi assassinado por dois homens que tentaram praticar um seqüestro relâmpago contra ele e o filho de 17 anos, na cidade de Engenheiro Coelho, no noroeste do Estado. Até o final da tarde desta segunda-feira,nenhum suspeito havia sido detido.Spanio, que estava em Campinas há cerca de três meses, representava uma marca italiana de óculos. No sábado da penúltima semana, teve problemas com sua motocicleta e parou no acostamento da Rodovia Bandeirantes, no quilômetro 88, na Vila Industrial. Três homens armados tentaram roubar a motocicleta e balearam o empresário.Na última quinta-feira, Spanio teve morte cerebral, depois de várias cirurgias. Nosábado, sua mãe, Gina Mélis, que veio da Itália, autorizou a retirada dos aparelhos que omantinham vivo e a doação dos órgãos.O corpo do empresário seria levado para aItália. Neste domingo, a delegada do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa, DeniseMargarido, não foi encontrada para falar sobre o caso.O agricultor Pacagnelli e o filho estavam em uma caminhonete quando foram abordados por dois ladrões, que entraram no veículo. Um deles assumiu a direção. Eles pediam dinheiro e ameaçaram pai e filho de morte.No trevo de acesso à rodovia SP-147, o agricultor reagiu, lutou com os ladrões efoi baleado na cabeça. Morreu no local. O adolescente conseguiu desarmar um dosladrões e foi ferido na orelha. Ele passa bem. Os assaltantes fugiram a pé.

Agencia Estado,

11 de novembro de 2002 | 18h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.