Dois PMs são metralhadores dentro da viatura no Rio

O sargento José Pereira da Conceição e o soldado Tiago Alves da Cunha, do 20.º Batalhão da Polícia Militar, foram assassinados na manhã deste sábado em Nilópolis, na Baixada Fluminense. O carro dos policiais foi metralhado por criminosos que estavam em um Audi. A polícia procura os assassinos no Morro do Chapadão, em Costa Barros.Os policiais foram levados para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, mas já chegaram mortos. Outro PM que trocava o pneu de seu carro particular, um Golf, na pista sentido centro da Avenida Brasil foi baleado pelos ocupantes de um Escort. Ferido, ele conseguiu dirigir até a Vila Militar, em Deodoro, onde foi socorrido.O secretário da Segurança Pública, Anthony Garotinho, disse ontem que a polícia fluminense "não pode ser julgada pelos erros de uma minoria". Ele se referia às acusações de violência policial em favelas cariocas.TiroteioHoje à tarde houve uma intensa troca de tiros nas proximidades da Linha Amarela, via de intensa movimentação no Rio, provocando pânico nos motoristas. Uma rua chegou a ser fechada pela polícia, que trocava tiros com traficantes no local. Pelo menos três homens não identificados até o final da tarde de ontem ficaram feridos e armas foram apreendidas pela polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.