Dois PMs são presos por executar eletricista em São João de Meriti(RJ)

Corpo da vítima foi encontrado carbonizado dentro do próprio veículo em Belford Roxo

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

08 de dezembro de 2011 | 06h17

SÃO PAULO - O cabo André Luiz Rocha e o soldado Luiz Ricardo Gomes, ambos lotados no Batalhão de São João de Meriti (RJ), na Baixada Fluminense, foram presos, na noite de quarta-feira, 7, sob acusação de terem executado, na madrugada do mesmo dia, o eletricista Márcio da Conceição Ferreira, de 33 anos, abordado, juntamente com dois colegas, no bairro de Vila dos Teles, também em Meriti.

 

O corpo da vítima foi encontrado carbonizado em Belford Roxo, cidade vizinha, dentro do Fiat Stilo parado pelos policiais em Vilar dos Teles. Segundo uma testemunha, durante a abordagem dos dois PMs, Márcio e os dois amigos que estavam no carro com ele foram colocados contra a parede. Pouco depois, dois tiros de fuzil foram disparados contra o eletricista. Um dos amigos dele conseguiu correr e escapou; o outro foi levado para uma cabine da PM, próximo à Rodovia Presidente Dutra, e liberado depois.

 

O delegado Marcos Peralta, de Meriti, disse que, além de contar com os dados fornecidos pelo GPS da viatura, tem o depoimento da testemunha, que fez o reconhecimento dos dois acusados. O tenente-coronel Marcelo Rocha, comandante do Batalhão, afirmou estar decepcionado com a atitude dos dois subordinados e enfatizou que a PM não é tolerante com esse tipo de comportamento.

 

O cabo André Luiz tem 14 anos de corporação, já o soldado Luiz Ricardo tem seis meses. Eles foram autuados por homicídio qualificado e ocultação de cadáver e encaminhados para o batalhão prisional da PM.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.