Dois policiais são baleados em rodovia carioca

Dois policiais militares foram baleados, neste domingo, na Rodovia Washington Luiz, que liga o Rio à região serrana. O crime aconteceu durante a madrugada, perto da Favela Beira-Mar, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense. Na sexta-feira, outros dois PMs foram executados na Linha Amarela a tiros de fuzil.Domingo, Lúcio Jesus dos Santos levou um tiro de raspão na cabeça, e Carlos Alberto Carvalho Júnior foi atingido em uma das mãos. Eles foram levados para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha, na zona norte da capital, e transferidos para o Hospital da PM. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que os policiais, lotados no 15.º Batalhão da PM (Duque de Caxias), não correm risco de morte.O ataque aconteceu durante a abordagem a um suspeito. Eles o revistavam quando foram surpreendidos pelos tiros disparados por criminosos que ocupavam dois carros. Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do 15.º Batalhão participaram de uma operação na Favela Beira-Mar à procura dos bandidos, mas não os encontraram.Na manhã da véspera do Natal, os policiais Carlos Antônio Gama Alves, de 28 anos, e André Luiz Lima, de 34, foram assassinados na Linha Amarela, via expressa que liga as zonas norte e oeste. Eles trabalhavam no Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE) e foram mortos na altura de Bonsucesso, zona norte. Quatro homens saltaram de dois carros e dispararam 14 tiros de fuzil calibre 556 contra os policiais, que não tiveram tempo de reagir. A PM informou que Lima levou dois tiros no rosto e um no peito e Alves foi baleado na cabeça. Eles chegaram mortos ao hospital. As armas de ambos foram roubadas pelos criminosos.Bala perdida - O fim de semana de Natal foi marcado por outros crimes. Em Anchieta, zona norte, o pedreiro Roberto Alves dos Santos, de 28 anos, foi morto a tiros na madrugada de domingo. Testemunhas disseram que o crime foi cometido por um traficante de drogas identificado como Leandrinho. Em São Gonçalo, município do Grande Rio, o cobrador de ônibus Jorge Savioli, de 61 anos, foi atingido nas costas por uma bala perdida no sábado à noite. Os disparos foram feitos por dois homens que estavam em um Palio roubado. O cobrador está fora de risco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.