Dois são presos no RS com 1,2 tonelada de maconha vinda do Paraguai

Transporte era feito por meio de dois veículos roubados que seguiam destino para Porto Alegre

Carolina Spillari, da Agência Estado,

26 de junho de 2011 | 23h40

Carros aprrendidos pela Polícia Rodoviária Federal tinham placas falsas

 

SÃO PAULO - Duas pessoas foram presas e 1,2 tonelada de maconha foi apreendida em Montenegro, no Rio Grande do Sul, na noite de domingo, 26.

 

A droga vinha do Paraguai e seria vendida em Porto Alegre. O transporte era feito por dois veículos roubados, com placas falsas dos Estados de Mato Grosso e Rio Grande do Sul. A maconha estava dentro de um Golf e um Vectra clonados.

 

Os dois carros viajavam juntos e foram interceptados em um bloqueio. A condutora, C.S.M., 24 anos, moradora de Canoas (RS), do Golf placa HRZ-0959, da cidade de Jardim (MS), foi presa no quilômetro 424, em Montenegro por volta de 21h, após fugir de um bloqueio policial anterior na cidade de Triunfo. Dentro do veículo foram encontrados 560 tabletes de maconha.

 

Notado o nervosismo de A.L.T., 22, residente em Gravataí (RS), os agentes pararam o Vectra,  placa IZT-4545, de Porto Alegre (RS). Dentro de seu carro foram encontrados mais 590 tabletes de maconha.

 

As duas pessoas foram encaminhados para a Delegacia de Montenegro e devem responder por receptação, furto de veículos e tráfico de drogas.

 

Droga tinha como destino Porto Alegre; um dos veículos transportavam cerca de 600 tabletes de maconha

 

A investigação foi feita por uma diligência da Brigada Militar - equivalente à Polícia Militar - e foi repassada para o posto da Polícia Rodoviária Federal de Montenegro, que reteve os veículos e a droga. 

 

Participaram da ocorrência policiais rodoviários federais da 4ª delegacia, bases operacionais de Tabaí e Montenegro e policiais militares da Inteligência do Comando Metropolitano da Brigada Militar.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Maconha, Paraguai, presos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.