Dois são presos por agiotagem no Rio

Na casa do chefe da quadrilha, a polícia apreendeu grande quantidade de documentos, ouro, cheque de terceiros, além de uma Picape Hilux

estadão.com.br,

29 Novembro 2011 | 10h21

SÃO PAULO - Duas pessoas foram presas na manhã desta terça-feira, 29, entre elas o chefe da quadrilha acusada de praticar agiotagem em Itaboraí, no Rio, durante a Operação Águia de Itambi, da Polícia Civil.

Osmar Raimundo da Costa, de 50 anos, suspeito de ser o chefe do bando, e seu filho, Cássio Gabriel da Costa, de 25 anos foram detidos, além de um homem conhecido como 2000, que foi encaminhado para a delegacia para identificação. Osmar da Costa, outro filho de Osmar Raimundo, está sendo procurado pela polícia.

Na casa do chefe da quadrilha, no bairro de Itambi, os agentes apreenderam grande quantidade de documentos, ouro, cheque de terceiros, além de uma Picape Hilux, de propriedade de Osmar Raimundo.

A ação visa cumprir três mandados de prisão temporária de 30 dias e cinco de busca e apreensão. As investigações tiveram início em abril, quando Paulo Ribeiro, morador de Itaboraí, foi morto com um tiro na cabeça. Segundo a polícia, Paulo foi assassinado por estar em dívida com a quadrilha de agiotas.

Mais conteúdo sobre:
argiotagem presos itaboraí rio de janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.