Domingo na Paulista atrai 35 mil pessoas

O sol e a temperatura agradável levaram cerca de 35 mil pessoas à Avenida Paulista na manhã deste domingo, segundo estimativas da Polícia Militar. A 12.ª edição do Domingo na Paulista foi dedicada às crianças e contou com peças de teatro, atrações circenses e uma brinquedoteca montada dentro de um ônibus da Secretaria Municipal de Esportes. O público foi recorde, semelhante ao registrado no primeiro domingo de agosto, quando a programação foi dedicada aos bichos de estimação. O evento tem atraído especialmente os moradores da região (65% do público, na média), que não conta com muitas opções gratuitas de lazer pelo bairro. "A maior parte das coisas hoje é paga e não dá para a gente levar as crianças sempre para passear", disse a acompanhante Elair Gomes do Prado, que levou a filha Ana Maria, de 6 anos, para aproveitar o domingo de sol na avenida. Moradora de um prédio que fica na região e não possui área de lazer, a babá Alice Alves da Silva também resolveu proporcionar um dia diferente para as sobrinhas Amanda e Ana Carolina, de 9 e 5 anos. As duas foram conferir as atividades do Brincalhão, o ônibus-brinquedoteca que, a partir de agora, estará na programação todos os domingos. Lá dentro, as crianças podiam se divertir com quebra-cabeças e outros jogos didáticos. IogaA diversão, porém, não foi privilégio apenas dos pequenos. Os adultos puderam participar de aulas de ioga e assistir a shows de dança do ventre. "Venho todo domingo", afirmou a dona de casa Berenice Queiroz, moradora dos Jardins. "Geralmente trago meus três netos, mas hoje vim sem eles mesmo e aproveitei para cortar o cabelo", disse. Um quiosque oferecia o serviço gratuitamente. A programação do próximo Domingo na Paulista (22 de agosto) será dedicada ao meio ambiente e ao aniversário do Parque do Ibirapuera, que completará 50 anos no sábado. Haverá quiosques do Greenpeace e da cidade de Holambra (famosa por suas flores) e oficinas de jardinagem e de reciclagem. As atividades começam sempre às 9h e vão até as 14h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.