Dono de bar nega bebida a cliente e é morto em Cajamar (SP)

Após negar mais uma dose de aguardente a um cliente que já lhe devia R$ 60, o comerciante Sebastião Alves de Souza, de 36 anos, foi morto a facadas na noite de quarta-feira, dentro de seu estabelecimento, em Cajamar, na Grande São Paulo. Depois de desferir os golpes, o assassino, Fábio Augusto dos Santos, 21 anos, aproveitou a situação para levar dinheiro e mercadorias do bar. Uma testemunha que passava do outro lado da avenida onde fica o estabelecimento viu a cena e acionou a Polícia Militar. Santos foi detido e levado a delegacia da cidade. Quando os PMs chegaram, o criminoso já havia separado R$ 1.023, dos quais R$ 400,00 eram só em moedas, guardadas para troco. Santos também planejava levar dois litros em bebidas alcoólicas destiladas e maços de cigarro. O detido foi autuado em flagrante por latrocínio (roubo seguido de morte). O comerciante Souza morreu no pronto-socorro do bairro do Polvilho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.