Dono de estacionamento é preso com 40 mil vales-transporte

O proprietário de um estacionamento, Lucenildo Araúna de Azevedo, de 41 anos, foi detido por volta das 10h30 desta segunda-feira (22), acusado de falsificação de documento público. No estabelecimento dele, localizado na Rua Asdrúbal do Nascimento, Bela Vista, região central de São Paulo, foram encontrados 40 mil vales-transporte falsificados e mil cartões com informações de cartões de crédito clonados. Policiais do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) começaram a investigar o caso há dez dias, após receberem queixas das empresas de transporte sobre a elevada quantidade de vales falsos. Segundo o Deic, Azevedo seria o fornecedor de vendedores ambulantes que atuam próximos à estações. Ele teria lucro de R$ 0,20 por bilhete comercializado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.