Dono de salões Jacques e Janine é morto por assaltantes

A polícia já tem pistas que podem levar aos autores do assassinato do dono de seis franquias do salão de beleza Jacques e Janine e da Silky Design, empresa de cosméticos. O empresário Marcelo Cyrino Nogueira, de 40 anos, foi morto com três tiros, durante assalto, à 1h30 de terça-feira. Policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e do 16.º Distrito, na Vila Clementino, estão à procura dos assassinos.O crime ocorreu na Rua Diogo de Faria, na altura do 1.110, na Vila Clementino, zona sul. De acordo com a polícia, Nogueira havia saído de casa, na Rua Borges Lagoa, 908, e pretendia ir a uma festa de confraternização de fim de ano. Ele dirigia um Gol quando foi abordado por desconhecidos num semáforo da Rua Diogo de Faria. Os criminosos, depois de atirar, tiraram o empresário do carro, e fugiram levando o veículo e sua carteira.Testemunhas chamaram a Polícia Militar. Nogueira foi levado para o Pronto-Socorro do Hospital São Paulo, onde morreu. Seu corpo ficou um dia como desconhecido no Instituto Médico-Legal Central, em Cerqueira César.O corpo só foi reconhecido na manhã de quarta-feira, no IML. Solteiro, o empresário foi enterrado às 14 horas da quinta-feira, no Cemitério Gethsemani, no Morumbi.O advogado da família, Leonardo Nalasco, disse que teve dificuldade para encontrar o corpo. "Os ladrões levaram todos os documentos e objetos pessoais dele", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.