Dono de viação de ônibus é libertado após 69 dias de cativeiro

Magro, muito abatido, sem tomar banho hámais de dois meses e alimentando-se de dois em dois dias, o empresário Joaquim Figueiredo Dias, de 81 anos, um dos donos da ViaçãoItaim Paulista (VIP) - antiga Jurema - foi libertado por volta das 2h desta madrugada de um cativeiro, instalado numa casa localizada numa viela, travessa da Rua Afonso Domingues, noParque Aliança, região do Capão Redondo, zona Sul da capital paulista.Um bandido, identificado como Leonardo, estava nocativeiro no momento em que policiais militares do comando da 3ª Companhia do 1º Batalhão invadiram a casa. Armado com uma pistola calibre 45, argentina, o bandido trocou tiros com ospoliciais e foi baleado 4 vezes, morrendo no Pronto-socorro do Campo Limpo.Os policiais só chegaram ao cativeiro após uma denúncia anônima. O empresário, quando foi resgatado, estava com as pernas amarradas, uma delas a uma corrente ligada a um botijãode gás. A vítima, sem condição de se locomover, foi levada por uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros para o mesmo hospital onde o sequestrador morreu. De lá, Joaquim foitransferido para o Hospital Oswaldo Cruz.A polícia está agora na caça aos demais integrantes da quadrilha. Detalhes sobre oseqüestro, que teve início no dia 11 de setembro, ainda não foram fornecidos pela equipe de plantão do 47º Distrito Policial, do Capão Redondo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.