Dono não quer vender imóvel

O dono do sobrado de número 193 da Rua Baronesa de Bela Vista, que a Prefeitura diz não ter localizado, seria um médico, se chamaria Valter e não quer saber de negociá-lo."Antes do acidente, tive uma oferta de R$ 200 mil e ele não quis vender. A última vez que entrei em contato faz uns dez meses. Disse que tinha gente interessada no imóvel, mas ele disse que entraria com uma ação contra a TAM e não queria ouvir mais nenhuma proposta", relata a corretora Sônia Maria Guerra, responsável pelo imóvel, que diz não ter sido procurada pela Prefeitura até hoje. Sônia trabalha há quase 40 anos na Menezes Imóveis, uma das duas imobiliárias que mantinham até sábado passado placas anunciando o interesse de comercializar o sobrado. "Não tiramos a placa de lá porque está dentro da casa e não podemos invadir para fazer isso", justifica o corretor Celso Menezes. Segundo corretores e vizinhos, o imóvel está vazio há pelo menos cinco anos. O sobrado não tem o muro dos fundos e uma das janelas frontais fica entreaberta.

Fábio Mazzitelli, O Estadao de S.Paulo

30 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.