Donos de pizzaria são mortos dentro do próprio comércio

Um suposto acerto de contas fez com que um casal, dono de uma pizzaria, fosse executado no final danoite desta terça-feira em seu próprio estabelecimento comercial, na Rua Anny, nº 807, em Vila Independência, na zona Sul da capital paulista. Armado com uma pistola 380 mm, oassassino invadiu a pizzaria Dom Guilhermo e atirou contra Adriano Mateus Pinto, 26, e Telma Malta de Souza, 24, que estavam no balcão.Um funcionários da pizzaria estava nos fundosdo imóvel; outro, ao lado do casal e nada sofreu, o que leva a polícia a ter indícios de que a intenção do assassino era mesmo invadir a pizzaria para executar apenas o casal e nada levar do comércio.Agentes da equipe A-Sul, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foram até o local do crime, e, com auxílio de policiais militares, coletaram informações e encaminharam-se até uma casa na Rua Alencar Araújo, nº 496, naFavela Heliópolis, próximo ao local do crime, onde apreenderam três relógios da marca Rolex, R$ 8.540, cartões de banco clonados e uma máquina utilizada nas clonagens. O dono do material seriaWilton de Souza Furtado, de 24 anos, que tem passagem por estelionato, assim como o dono da pizzaria que foi assassinado.Wilton está foragido e é o principal suspeito peloassassinato segundo o que a polícia conseguiu apurar por meio de testemunhas e trabalhos de perícia. Telma Malta de Souza era irmã de um policial das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar(Rota) e atuou como dançarina em um dos programas do apresentador João Kléber, na Rede TV!. O duplo homicídio foi registrado no 95º Distrito Policial, de Heliópolis, pelo delegado Luiz Guerra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.