Doze são presos no Rio por envolvimento com o tráfico de drogas no Rio

Quadrilha de Paracambi foi identificada por meio de monitoramento telefônico

Solange Spigliatti, estadão.com.br

28 Setembro 2011 | 12h07

SÃO PAULO - Doze pessoas foram presas na manhã desta quarta-feira, 28, durante operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, acusadas de envolvimento com o tráfico de drogas em Paracambi, no Rio. 

Policiais do Gaeco, com o auxílio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI), cumpriram 12 mandados de prisão temporária (de um total de 13) e 34 mandados de busca e apreensão em residências no Município.

Segundo o MP, a investigação teve início após denúncias de moradores da região, através do Disque-Denúncia e da Ouvidoria do Ministério Público, passando informações sobre os investigados. Através do monitoramento telefônico, foi possível identificar os integrantes e a tarefa de cada um deles dentro das quadrilhas.  

A operação contou também com a participação da Companhia de Cães da Polícia Militar, que utilizou os animais para rastrear e localizar os esconderijos de drogas. O material apreendido nas buscas e apreensões será analisado pelo MPRJ, que poderá oferecer denúncia contra os supostos traficantes. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.