Drauzio Varella nega convite para Ministério da Saúde

O médico Drauzio Varella negou ontem que tenha sido sondado por qualquer pessoa ligada ao governo para assumir o Ministério da Saúde. Diante da insistência do repórter, brincou: "A não ser que eu esteja como marido traído, que é sempre o último a saber." O médico passou rapidamente à tarde pelo Hospital Sírio-Libanês, onde permaneceu 10 minutos. Mesmo se fosse convidado, insinuou que não aceitaria. "Sou médico, nunca pensei em ser ministro. Fiquei sabendo dessa história de manhã, quando começaram a me ligar. Um jornalista me chamou de ministro e não entendi nada", conta. Varella preferiu não opinar sobre qual deveria ser prioridade na área da saúde para o próximo governo.

, O Estado de S.Paulo

27 Novembro 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.