Duas crianças morrem após comer comida de lixão em Pernambuco

Outras cinco pessoas foram submetidas a lavagem estomacal e passam bem. Mãe de uma das vítimas contou que pegou alimentos no lixão porque não tinha nada em casa para dar aos filhos

Angela Lacerda, O Estado de São Paulo

28 de julho de 2014 | 17h01

RECIFE - Duas crianças morreram e outras cinco pessoas passaram mal depois de ingerirem comida estragada em um lixão na zona rural do município de Catende, na zona da mata pernambucana, neste sábado, 26. 

O delegado do município, Gustavo Garcia, instaurou inquérito policial para apurar o caso. A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde e a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) deram início nesta segunda-feira, 28, à investigação epidemiológica do surto por intoxicação alimentar.

De acordo com nota da SES, as duas crianças, Raiana Maria da Silva, de 1 ano e 6 meses, e Letícia Maria da Silva, de 7 anos, morreram logo após consumirem alimentos retirados do lixão da cidade - leite em pó, macarrão instantâneo e pão. As outras cinco pessoas - três crianças de 3, 10, 13 anos e dois jovens de 17 e 22 anos - foram encaminhadas ao Hospital Regional de Palmares, na região. Todos já receberam alta médica, após a realização de lavagem estomacal. Eles passam bem e não apresentaram sintomas de intoxicação.

O delegado ouviu três pessoas. As vítimas são de duas famílias vizinhas da área rural. Joseildo Santana e o seu vizinho Adeildo Santana disseram costumar pegar comida no lixão de Catende para dar aos animais que criam. 

A dona de casa Rosineide da Silva, mãe de uma das vítimas, disse ao delegado que queria fazer um lanche para todos, mas não tinha nada em casa. Viu, então, os alimentos do lixão que tinham sido deixados em cima do muro e os preparou.

Sobras dos alimentos que foram consumidos e amostras de água, coletadas pela Apevisa, serão enviadas para o Laboratório Central de Pernambuco (Lacen) para análise toxicológica e bacteriológica. Já as amostras de sangue foram coletadas pelo laboratório da Secretaria Municipal de Saúde de Catende e serão encaminhadas para o Hospital da Restauração (HR). A previsão é que o resultado seja divulgado até a próxima semana.

Tudo o que sabemos sobre:
PernambucoCatende

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.