AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Duas mil pessoas vão a enterro de líder do MST

Cerca de 2 mil pessoas acompanharam hoje o sepultamento de Valdecir Padilha, de 31 anos coordenador da executiva estadual do Movimento Nacional dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) no Mato Grosso do Sul. O corpo foi encontrado ontem pela manhã, com quatro tiros disparados à queima-roupa, em uma estrada vicinal perto da Fazenda Tamakavi e do assentamento Chico Mendes, no município de Itaquiraí, extremo sul do Estado, na divisa com o Paraguai.O cortejo fúnebre saiu da Capela da Prefeitura Municipal de Naviraí, cidade vizinha do local do crime, até o Cemitério Municipal de Itaquiraí. Vários líderes dos sem-terra discursaram durante o enterro, pediram justiça e disseram desconhecer qualquer informação sobre os motivos do assassinato, a não ser hipóteses como vingança de alguém que não quer a fazenda transformada em assentamento para sem-terra.Até a tarde de hoje, a Polícia Civil de Naviraí não tinha pistas do assassino. Padilha foi morto com um tiro no pescoço e três no peito. Os policiais encontraram no local marcas de pneus de motocicleta, pedaços de farol e espelho retrovisor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.