Duas pessoas morrem em acidente de ultraleve em SP

Duas pessoas morreram na queda de um ultraleve, hoje à tarde, perto de Regente Feijó, oeste do Estado. O acidente ocorreu a 500 metros do aeroclube da cidade, de onde o aparelho decolou. O piloto, Roberto Inácio Gagliano, de 47 anos, era argentino e morava no Brasil havia quatro anos. Ele sobrevoava a área junto com o dono do ultraleve, Ezequiel Borges Suqueti, de 36 anos, que recebia instruções de como pilotar a aeronave. Para a polícia, o vento forte pode ter provocado o acidente.Segundo os pilotos do aeroclube, o ultraleve é uma aeronave experimental que tem algumas limitações. Um amigo das vítimas disse que o aparelho passou por uma vistoria há poucas semanas e que o piloto era experiente e sabia das condições do tempo. Ele contou que, por insistência do dono do ultraleve, o piloto resolveu sobrevoar a área.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.