Duas pessoas são mortas na região do Morumbi em SP

Num espaço de quatro horas, duas pessoas foram assassinadas na região da Avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi, zona sul da capital paulista. Uma delas é um adolescente saído há poucos dias da Febem. Outra é um homem, que foi encontrado morto perto de uma favela. Eram 22h30 de terça-feira quando Edilson Camilo Dias da Silva, de 15 anos, ex-interno da Febem, instituição da qual havia saído 15 dias atrás, foi ferido por dois tiros, ambos na cabeça, disparados por um desconhecido. O crime ocorreu na esquina da Avenida Giovanni Gronchi com a Avenida Guilherme Dumont Villares. O adolescente foi encaminhado ao pronto-socorro do Campo Limpo, onde acabou morrendo.Quatro horas mais tarde, na altura do nº 95 da Rua Taubaté, próximo à entrada principal do Cemitério do Morumbi, ao lado de um dos acessos à Favela Paraisópolis, Carlos Gonçalves dos Santos, de 28 anos, foi encontrado morto a tiros. A polícia ainda não sabe quem são os autores dos dois homicídios, mas há a informação de que um vigia de rua poderia ser o responsável por um deles. Os casos foram registrados no 89º Distrito Policial, do Portal do Morumbi, pela delegada Simone da Silva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.