Duas vítimas de deslizamento em Petrópolis são enterradas

Oito pessoas ficaram feridas no deslizamento de terra provocado pelo temporal que atingiu a cidade fluminense

Agência Brasil,

20 de janeiro de 2009 | 12h29

Os corpos de Maria Cristiane dos Santos Ramos, de 38 anos, e de sua filha Vitória Ramos Neves, de 8 ano, que morreram soterradas em consequência de um deslizamento em Petrópolis, na região serrana do estado, serão sepultados às 14 horas, no cemitério da cidade. Outras seis pessoas também ficaram feridas no deslizamento, que atingiu três casas no bairro Quitandinha, na tarde da segunda-feira, 19. A chuva forte em Petrópolis durou menos de 30 minutos.   Veja também: Paraty estima prejuízo de R$ 20 milhões com as chuvas Defesa Civil alerta para temporais em 13 Estados e DF Sol aparece e chove à tarde na capital paulista   Josélia Pegorim comenta a previsão do tempo   A previsão do tempo para a sua cidade         Todas as notícias sobre vítimas das chuvas       Em Nova Friburgo, outra cidade da região serrana, a chuva provocou quedas de barreiras na noite do domingo, mas não houve vítimas. Três casas foram interditadas no distrito de Conselheiro Paulino e oito famílias ficaram desalojadas e uma desabrigada.   A Defesa Civil estadual informou nesta terça-feira, 20, que não foram registradas novas ocorrências nas últimas horas na região serrana e em outras áreas do Estado. O órgão permanece em estado de alerta diante da previsão da meteorologia de novas chuvas fortes no final da tarde desta terça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.