Duas vítimas de helicóptero que caiu em São Paulo têm alta

O policial Aroldo Antônio Oliveira, de 45 anos, e o filho dele, Aroldo Mendonça Júnior, de 13 anos, duas das seis vítimas do acidente com o helicóptero que caiu domingo, 22, na zona sul de São Paulo, tiveram alta no início da tarde desta sexta-feira, 27. Segundo a assessoria do Hospital Sírio Libanês, eles saíram por volta da 13h30 e retornam ao Rio de Janeiro, onde moram. Os dois terão que usar coletes ortopédicos por 90 dias. Os outros passageiros do helicóptero, os sul-africanos Israel Bloomberg, de 46 anos, Richard Horton, de 35 anos, e Herman Polmann, de 38 anos, continuam no hospital. Bloomberg deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na manhã de quinta, 26, e nesta sexta passa por uma nova cirurgia, na perna e nos braços. Horton, que deixou a UTI também na quinta, e Polmann se recuperam bem. Eles devem depor nos próximos dias. O quadro de saúde dos três é estável. O piloto da aeronave modelo Bell 206L3, Guilherme Souza Queiroz Ferraz, de 31 anos, também se recupera bem após passar por uma nova cirurgia no calcanhar, na tarde de quinta-feira. Não há previsão de quando o piloto prestará depoimento à polícia.Os seis retornavam do Autódromo de Interlagos, onde tinham ido assistir ao Grande Prêmio de Fórmula 1. O helicóptero deveria pousar no heliponto do World Trade Center.DepoimentosMarcelo Jorge Graciotti, amigo do dono do helicóptero, afirmou na terça-feira que o acidente ocorreu porque o piloto tentou pousar num ângulo do qual não conseguiria retornar depois. Após tentar arremeter, a aeronave girou e bateu com a cauda no 9º andar do prédio da Nestlé, ao lado do terreno onde fez pouso forçado, na Rua Flórida, Brooklin, zona sul.Já a polícia acredita, por enquanto, que o acidente ocorreu por falha no aparelho. Um dos ocupantes do helicóptero, Oliveira disse no hospital na segunda durante depoimento que auxiliares da pista do Autódromo de Interlagos foram acionados pelo piloto para "dar um toque na hélice do rotor da cauda" do aparelho.

Agencia Estado,

27 de outubro de 2006 | 14h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.