Dulci avisa a petistas de Minas que deixa governo

Indicado como um dos ministeriáveis pelo PT mineiro para o governo Dilma Rousseff, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Dulci, encaminhou carta ao diretório estadual do partido na qual declinou da disputa por qualquer cargo no futuro governo. A carta foi lida pela secretária de Finanças do PT mineiro, Gleide Andrade, durante reunião da Executiva Estadual na noite de segunda-feira.

, O Estado de S.Paulo

24 Novembro 2010 | 00h00

No texto encaminhado para o smartphone da secretária, o ministro agradeceu a lembrança, mas disse que considera que já cumpriu sua missão durante os oito anos do governo Lula. Dulci é o último remanescente do chamado "núcleo duro" do atual governo. Correligionários acreditam que o ministro continuará ao lado de Lula a partir 2011, possivelmente atuando no instituto que o presidente pretende criar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.