Dupla atira contra soldado da PM mas é presa após fugir em ônibus

Dois assaltantes, um deles menor de idade, foram presos, às 20h55 de sexta-feira, após balearem um policial militar na zona sul da capital paulista. O soldado Celso Rodrigues Nogueira, de 33 anos, lotado na 2ª Companhia do 29º Batalhão do Interior, de Itanhém, no litoral Sul, trafegava em seu Pálio pela Rua Cubatão, na região do Paraíso, e, na esquina com a Rua Eça de Queiroz, foi abordado pelos criminosos, armados com um revólver calibre 38.O soldado estava fardado e com o vidro do carro aberto. Era para ser uma vítima de roubo, mas, como usava trajes da corporação, foi reconhecido pela dupla, que atirou sem mesmo anunciar o assalto. Atingido no peito, Celso foi levado ao pronto-socorro do Hospital São Paulo, onde até a 1 hora desta madrugada, passava por cirurgia, mas já fora de perigo. A dupla correu e, na Avenida Vinte e Três de Maio, entrou em um ônibus com destino ao Terminal Princesa Isabel. Já na Avenida Senador Queiroz, no centro, um dos passageiros, ao descer do coletivo, alertou policiais militares sobre dois homens suspeitos que estavam dentro do ônibus. Os policiais, que já estavam à procura dos criminosos, pois haviam recebido informação sobre a fuga deles em um ônibus, conseguiram parar o coletivo e detiveram André Luiz de Azevedo, de 18 anos, autor do disparo contra o soldado, e o menor M.R.S., de 15 anos, que portava o revólver quando a dupla foi detida.Os dois foram levados para o plantão do 3º Distrito Policial, de Santa Ifigênia, onde André foi indiciado por tentativa de homicídio e corrupção de menores. O adolescente será encaminhado à Febem. Segundo os policiais militares que atenderam à ocorrência, Celso, mesmo sendo de Itanhaém, estava fardado pois veio a São Paulo para cuidar da documentação relativa à sua transferência para a Capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.