''Dupla dominó'' ataca de moto

"Sempre ocorreram assaltos na região, mas agora não passa um dia que não temos um vizinho ou um amigo que não foi rendido da mesma maneira", diz a síndica de um dos edifícios do Real Parque. Os moradores até apelidaram os assaltantes de "dupla dominó", porque a maior parte das ocorrências tem sido feita por dois homens em uma moto, sendo um com capacete branco e outro com um preto. A comunidade acredita que o trânsito do bairro facilita a ação dos bandidos. "As ruas são estreitas e ficam estacionados carros dos dois lados, quando paramos no congestionamento, os bandidos se aproveitam", afirma um integrante do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) local. Desde que um morador foi assaltado, há 15 dias, na entrada de um prédio, a síndica de um edifício distribuiu comunicado aos moradores orientando que liguem para o porteiro quando estiverem chegando em casa. "É uma maneira de termos uma sensação de segurança." O bairro tem uma praça arborizada, que é fechada e tem vigilância. Mas nem lá é seguro, já que o local foi invadido por bandidos. "Ando tão apavorada que, para ir à praça, a uma quadra da minha casa, vou de carro", afirma uma dona de casa, que não quis ser identificada. Nem o centro de convivência que atende as crianças das comunidades carentes escapou da bandidagem. Há dez dias, invadiram o local e levaram toda a comida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.