Dupla é presa acusada pelo golpe do seqüestro por telefone

Duas pessoas acusadas de aplicar golpes do seqüestro por telefone foram presas na noite de terça-feira, 20, na Vila Maria, zona norte de São Paulo, por policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic). Os investigadores detiveram a vendedora Renata Lima Chaves, de 24 anos, e o taxista José Rivanildo dos Santos, de 39, após receberem o resgate de R$ 5 mil de um falso seqüestro. Segundo Renata, um presidiário chamado André era o responsável pelo golpe e quem telefonava para as vítimas, simulando ter seqüestrado um parente. Depois pediria o resgate e marcaria o local de entrega. A vendedora e o taxista eram os responsáveis pelo recebimento do dinheiro.ResgateNa tarde desta terça, André ligou para um funcionário público, informando sobre o seqüestro do filho da vítima. O pedido de resgate chegou a R$ 5 mil.A vítima resolveu recorrer aos policiais da Delegacia de Roubos e Extorsões. O local marcado para a entrega do pagamento foi um poste nas proximidades da Igreja da Candelária, no final da Avenida Guilherme Cotching.Os policiais acompanharam toda a entrega e flagrou quando Renata apanhou o pacote e entrou no táxi. A abordagem ocorreu dois quarteirões depois.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.