Dupla é presa por espancar até a morte motociclista que pedia ajuda em PE

Crime aconteceu em cidade no agreste de Pernambuco no dia 29 de julho

Solange Spigliatti, estadão.com.br

05 Agosto 2011 | 10h48

SÃO PAULO - Duas pessoas foram presas na última quarta-feira acusadas de espancar até a morte um motociclista que pedia ajuda, em São Caetano, no agreste de Pernambuco. O crime aconteceu no dia 29 de julho e o corpo foi encontrado na terça-feira.

 

A vítima, Erivan José dos Santos, de 23 anos, foi espancada e jogada num matagal, quando pedia ajuda após ter caído de uma motocicleta, na madrugada do dia 29 de julho, numa estrada do Sítio Ponta da Serra, zona rural de São Caetano. A família notificou o desaparecimento do rapaz dois dias depois e a polícia localizou o corpo da vítima.

 

Segundo a polícia, o crime foi cometido pelos suspeitos Rafael da Silva Coelho, de 19 anos, e Adeildo José da Silva, de 43. Os dois passavam pelo local do acidente, quando ouviram o rapaz pedindo ajuda. Ao invés de prestarem socorro, a dupla espancou o jovem até a morte, despindo-o e escondendo o seu corpo num matagal. Eles roubaram a moto e os pertences da vítima.

 

Segundo o delegado Alberes Costa, que investiga o caso, o caso começou a ser desvendado quando Rafael foi preso por outro crime. "Ele responde pela morte de sua ex-mulher e sua sogra. Policiais civis de Caruaru o prenderam aqui em São Caetano e encontraram em sua carteira os documentos de Erivan", explicou o delegado. Em depoimento, Rafael confessou o crime e apontou a participação do comparsa Adeildo, preso em casa, momento após a polícia conseguir o seu mandado de prisão na justiça.

 

A moto e outros objetos pessoais da vítima foram recuperados na casa de Adeildon, no Sítio Japetanga, área rural de São Caetano. Ambos foram conduzidos ao Presídio Plácido de Souza, em Caruaru, para aguardar a conclusão do inquérito policial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.