Dupla faz família de empresário refém em João Pessoa

Ladrões se entregaram, após manterem família refém durante mais de 8 horas, em bairro nobre da cidade

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

31 de março de 2010 | 03h52

Cinco mulheres, sendo a esposa de um empresário, as duas filhas, a nora e uma secretária, foram mantidas reféns por dois bandidos por quase 8 horas no interior do apartamento da família, no Edifício Varandas do Atlântico, na Avenida Cabo Branco, na orla da Praia de Cabo Branco, região nobre de João Pessoa, capital paraibana.

 

Armada de pistola, a dupla abordou Elizete Maia, esposa do empresário Herbert Maia, proprietário da Construtora Hema, quando ela trafegava pela avenida da orla, por volta das 17 horas de terça-feira, 30. Um dos bandidos assumiu o volante do Pajero prata e seguiram até o prédio onde o empresário mora. Ao abrir o portão, o funcionário da guarita estranhou ao ver um desconhecido na direção do veículo e acionou a Polícia Militar.

 

Policiais da 4ª Companhia do 1º Batalhão foram para o local e entraram no prédio. Surpreendido por um dos criminosos, o soldado Joelton Ribeiro Carneiro, de 23 anos, foi atingido por três tiros - no pescoço, braço e costas. O policial continua internado, mas já fora de perigo, no Hospital Humberto Lucena, unidade conhecida como Hospital de Trauma de João Pessoa.

 

Para se entregar, a dupla exigiu primeiro a presença de um membro do Ministério Público; depois, a presença de um juiz, mas se entregou com a chegada de um advogado, à 0h55 desta quarta-feira, 31. As vítimas foram liberadas ilesas. Os dois bandidos, identificados como Leandro e França, estão sendo autuados na 10ª Delegacia Distrital, de Tambaú.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.