Dupla seqüestra investigador na zona leste de SP

Um bandido foi morto e outro preso, na noite de terça-feira, em Cidade A.E.Carvalho, na zona leste da capital paulista, após seqüestrarem um investigador, de 31 anos, que trabalha no 50º Distrito Policial, do Itaim Paulista. O investigador conseguiu escapar, sem ferimentos. A vítima foi abordada pelos criminosos, um deles armado com revólver calibre 38, quando chegava em casa, no bairro de Ermelino Matarazzo. Ricardo Pereira Campos, de 21 anos, entrou no carro do investigador e assumiu o volante. Luiz César Félix Malaquias, de 37 anos, armado, sentou no banco de trás com o policial e começou ameaçá-lo de morte.A dupla saiu com o carro e antes que deixasse claro ao policial o que queria, começou a ser perseguida por policiais militares na Avenida Assis Ribeiro, região de Ermelino. Alguém havia testemunhado a abordagem e ligou para o 190. A perseguição só terminou na Avenida Jacu-Pêssego, onde a PM cercou o carro. Ricardo atirou-se no chão e se rendeu. Malaquias fez o policial refém por alguns segundos e ameaçava atirar contra o investigador caso os PMs se aproximassem.Num descuido do bandido, o policial civil conseguiu abrir a porta do carro e fugiu. O veículo foi cercado, e, numa suposta troca de tiros, Malaquias foi baleado. Mesmo encaminhado ao pronto-socorro não resistiu. Segundo a polícia, Luiz e Ricardo eram colegas de cela do sistema prisional de Marília, interior do Estado de São Paulo, onde cumpriram pena por roubo e foram soltos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.