Ed Ferreira/AE-4/2/2011
Ed Ferreira/AE-4/2/2011

Dutra vai renunciar ao comando do PT em reunião na sexta-feira

Por motivos de saúde, fiel aliado de Dilma deixará a presidência do partido; Humberto Costa é o mais cotado para assumir

Vera Rosa / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

27 Abril 2011 | 00h00

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, vai renunciar ao cargo na sexta-feira, por problemas de saúde. O mais cotado para substituí-lo é o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE). Licenciado do comando petista desde 22 de março, Dutra disse ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que anunciará sua saída na abertura da reunião do Diretório Nacional do PT. A troca de comando no partido preocupa a presidente Dilma Rousseff.

Na segunda-feira à noite, Lula foi ao Rio para visitar Dutra, que sofreu uma crise hipertensiva há mais de um mês, agravada por forte depressão e transtorno de ansiedade. Estava acompanhado de Humberto Costa e do ex-ministro Luiz Dulci.

Solidário ao amigo, Lula insistiu com Dutra para ele continuar licenciado, pelo tempo necessário, para tratar da saúde. O presidente do PT, no entanto, prefere se afastar. Acredita que o partido do governo não pode aguardar sua recuperação em um ano pré-eleitoral, de montagem das alianças para as disputas municipais.

Dutra planeja até mesmo levar sua médica à reunião da cúpula petista, para explicar os motivos de seu afastamento. "Ele está fazendo outros exames e sua decisão depende unicamente do parecer médico", afirmou Costa.

Em conversas reservadas, Dilma lamentou a situação de Dutra, que coordenou sua campanha. O receio do Planalto, agora, é que haja disputa de poder no PT. É por isso que o nome de Costa - ex-ministro da Saúde, com bom trânsito no governo - começou a ser divulgado com antecedência.

Há, porém, divergências sobre a sucessão. Pelo estatuto do PT, o vice-presidente - no caso, o deputado Rui Falcão - pode ficar interinamente no comando por até seis meses. Parte dos dirigentes quer adotar essa solução. Muitos avaliam, no entanto, que é melhor o Diretório decidir logo o substituto de Dutra, para evitar mais desgaste. Se Costa assumir, vai abdicar da liderança do PT. Lindbergh Farias (RJ) pode ocupar essa vaga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.