É grave o estado de saúde de segurança do filho de Lula

O subtenente do Exército Alci José Tomasi, segurança de Sandro Lula da Silva, filho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, está internado em estado grave no hospital Bartira, em Santo André, na Grande São Paulo. Tomasi e o cabo Nivaldo Ferreira dos Santos, também do Exército, foram baleados na noite desta quarta-feira, quando pelo menos dois homens atacaram a escolta e roubaram o carro onde estavam o militares na alameda Calcutá, na Vila Metalúrgica, em Santo André. Sandro estava visitando a namorada e não se envolveu diretamente no caso. O cabo do Exército saiu ferido levemente do ataque. De acordo com o delegado Nelson Silveira Guimarães, diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro), os indícios apontam para um roubo, mas nenhuma hipótese é descartada para o crime. Os bandidos agiram quando os dois militares esperavam o filho do presidente em um Astra estacionado em frente do prédio em que mora a namorada de Sandro. Depois de balearem os dois integrantes da escolta, os criminosos apanharam o Astra e fugiram. O veículo foi encontrado pela polícia pouco tempo depois na região de Utinga, na divisa entre Santo André e de São Paulo. Lula foi informado imediatamente do assalto. Ele chegou no início da noite em Brasília, após participar de reunião de cúpula do Mercosul em Assunção. A Polícia Federal e Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República também investigam o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.