Economista é morto com tiro na cabeça no Ibirapuera

Um tiro na cabeça matou, na frente do portão 3 do Parque do Ibirapuera, o economista Ricardo dos Santos Martins Ferreira, de 42 anos, que tentava evitar o roubo de seu Honda Civic.O crime aconteceu nesta terça-feira à noite e é o segundo assassinato de freqüentadores do parque em dois meses. Na noite de 8 de abril, o empresário Guilherme Boris Furmanovich, de 47, foi morto com sete tiros, cinco deles na cabeça, quando fazia cooper perto da Oca. Até hoje, a polícia não identificou o criminoso.O carro de Ferreira foi encontrado horas depois, ao lado de uma caçamba de lixo, onde os policiais acharam um revólver calibre 38. Peritos estão realizando exame para saber se o projétil retirado do corpo de Ferreira saiu dessa arma.O delegado Roberto Krasovic, do 36º Distrito Policial, (Vila Mariana), acredita na hipótese de assalto seguido de morte (latrocínio). "Mas não descartamos uma possível vingança", informou o policial. Ele pediu a colaboração no caso do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investiga a morte de Furmanovich.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.