Edinho vai esperar por julgamento em liberdade, decide STF

Acusado de associação para o tráfico de drogas, o ex-goleiro Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, aguardará seu julgamento em liberdade. Nesta terça-feira, 24, o Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu um habeas-corpus solicitado pela defesa do filho de Pelé, confirmando uma liminar concedida pelo ministro Gilmar Mendes. O ministro do STF Cezar Peluso refutou a necessidade da prisão cautelar de Edinho "pela absoluta irrelevância da gravidade teórica do crime", além de se basear pelo fato do réu ser primário e não apresentar risco de fuga, pois durante o processo "não se afastou do distrito da culpa nem, de qualquer modo, está interferindo na instrução criminal". A medida, entretanto, não se estendeu a outras pessoas beneficiadas anteriormente na mesma liminar concedida ao ex-goleiro. "Ocorre que a decisão impugnada neste pedido se refere tão só a decretação da prisão preventiva de Edson Chiobi, em cuja motivação encontra limite em razões de ordem subjetiva e pessoal que não se estendem aos demais denunciados".

Agencia Estado,

24 Abril 2007 | 19h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.