Educação: 42% das pré-escolas são clandestinas

Das 2.156 escolas particulares de educação infantil conhecidas pela Secretaria Municipal de Educação, 920 - ou 42,67% - funcionam irregularmente, sem autorização. Esse número pode ser maior, pois os dados oficiais incluem apenas os estabelecimentos denunciados e notificados pela secretaria. Pode haver outras tantas escolas clandestinas. Os números, referentes ao ano 2000, mostram uma situação preocupante. A falta de autorização significa, em muitos casos, ausência total de infra-estrutura e recursos pedagógicos.Exemplos de estabelecimentos que recebem alunos sem nenhuma condição de funcionamento são encontrados em toda a capital, mas a maior concentração está nos bairros pobres. As clientes das escolinhas clandestinas são, geralmente, mães que não conseguem vagas na rede pública.Leia mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.