''Ele investia tudo na bicicleta''

O entregador de esfihas Edgar Soares de Paula, de 25 anos, era apaixonado pela "magrela", que usava como meio de transporte e de trabalho. "Ele podia comprar uma moto, mas preferia a bike", diz Valdenilson Martins, de 38 anos, que trabalhava com ele na Rua Augusta. O jovem entrava na rede de fast food às 11 horas e saía às 23. Ia e voltava de bicicleta de Osasco, na Grande São Paulo, todos os dias. "A bike era o xodó dele. A maior parte do dinheiro que ganhava investia nela", afirma o também colega Filipe Teixeira, de 20 anos. Anteontem, De Paula saiu do trabalho dentro do horário. Ia para casa quando o pneu da bicicleta furou na alça de acesso à Ponte Eusébio Matoso. Ele esperava então a mãe, que ia resgatá-lo. Nesse intervalo, criminosos atiraram sete vezes em suas costas para despistar a polícia. O jovem era solteiro e morava com a mãe e a irmã mais velha. Seu pai, taxista, foi assassinado durante uma tentativa de assalto há 15 anos. O corpo de Paula será enterrado às 9 horas, no Cemitério Santo Antonio, em Osasco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.