Colégio Goiases
Colégio Goiases

'Ele mirou em mim, mas não conseguiu', diz colega de suspeito do ataque em Goiânia

Colégio Goyases registrou um tiroteio dentro de uma sala de aula, por volta das 11h40 desta sexta-feira, 20

O Estado de S. Paulo

20 Outubro 2017 | 13h41

Alunos que estavam no Colégio Goyases, em Goiânia, falaram com a TV Anhanguera, afiliada local da Rede Globo, logo após o ataque com arma de fogo na manhã desta sexta-feira, 20.

"Foi na minha sala quando deu o horário ele sacou e começou a atirar em todo mundo", disse um adolescente ouvido pela TV. "Ele mirou em mim, mas não conseguiu", afirmou, segundo o jornal O Popular.

+ Tiroteio deixa mortos e feridos em colégio de Goiânia

A Polícia Militar confirmou em entrevista coletiva que a arma pertence à corporação, e que o rapaz responsável pelo ataque é realmente filho de um policial militar local.

Uma mulher, mãe de uma das vítimas encaminhadas ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), chegou a ir até o local, mas disse não ter recebido nenhuma informação oficial sobre o estado de saúde da filha. Segundo o jornal O Popular, a área do local foi isolada e unidades do Corpo de Bombeiros e do Samu estão no local prestando assistência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.