Eleições: Marta resolve calar diante das críticas de Erundina

A prefeita Marta Suplicy decidiu não responder as críticas feitas ontem pela candidata à prefeitura, Luíza Erundina, que atacou o projeto dos Centros Educacionais Unificados (CEUs) da atual gestão acusando-o de ser um ?instrumento de apelo eleitoral?, como, segundo ela, foram projetos de Paulo Maluf e Celso Pitta. Um dia antes, o secretário estadual de Segurança Pública, Saulo Abreu, também havia feito críticas a Marta. ?Olha, eu ainda não estou no período eleitoral. Eu estou governando e o período eleitoral a gente vai entrar só no ano que vem. Essa é a minha resposta a todas os pretendentes que começaram a se mover e fazer acusações?, disse Marta. A prefeita participou de manhã do evento do Sindicato dos Corretores de Imóveis no Estado de São Paulo (Sciesp), que comemorou os 61 anos da outorga da carta sindical à entidade e o primeiro aniversário de sua universidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.