Eleitor morre diante de urna em Curitiba

O eleitor Jair Garcia de Freitas, de 79 anos, morreu vítima de ataque cardíaco, por volta das 9 horas da manhã deste domingo, 1º,no momento em que votava em uma das seções da Escola Municipal Rudi Heinrichs, no Bairro Guarituba, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. Segundo uma das mesárias, ele já tinha digitado os números dos candidatos a deputado federal e deputado estadual e caiu quando ia começar a teclar os de senador. O serviço de atendimento a emergência da Polícia Militar foi acionado, mas quando chegou Freitas já estava morto.De acordo com o chefe da seção, Sérgio Versolato, tudo aconteceu de forma muito rápida. "Ele passou mal enquanto votava, fomos pedir ajuda, mas quando a polícia chegou, ele já estava caído no chão", afirmou. Os próprios mesários fizeram as primeiras massagens cardíacas, mas sem sucesso. O susto foi grande para todos os que presenciaram a morte de Freitas. "Todo mundo queria ir embora", disse a mesária Remilda da Silva. No entanto, somente a secretária, que estava mais chocada, foi substituída. Os votos que ele já havia digitado estão valendo.O filho de Freitas, Luiz Garcia, disse que o pai não tinha histórico de problemas cardíacos e nem era muito ligado em política. Garcia foi avisado pelos responsáveis pela escola que havia um problema com seu pai e que deveria se deslocar rapidamente para lá. Quando chegou, encontrou ele morto. "Foi um choque para todo mundo", afirmou. O aposentado morava a cerca de cinco quadras da escola e tinha ido votar sozinho. Por ser muito conhecido na região, a direção da escola suspendeu as aulas desta segunda-feira, 02.Matéria ampliada às 16h28

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.