Eletropaulo entra em cena após desgaste público

A entrada em cena da AES Eletropaulo para ajudar na ampliação do cadastro dos programas de transferência de renda do governo federal ocorre num momento de desgaste da imagem da empresa. As constantes quedas de energia, especialmente na capital paulista, têm provocado insatisfação e reclamações dos consumidores e já resultaram em atritos com o Procon.

Roldão Arruda, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2011 | 00h00

No início do mês, quando um vendaval atingiu a cidade, algumas regiões ficaram cerca de 30 horas sem fornecimento de energia. A empresa chegou a receber 1 milhão de ligações de clientes e quase 100 mil mensagens de SMS. As operações no sistema de transporte coletivo e até no abastecimento de água foram interrompidas em vários pontos, o que irritou o governador Geraldo Alckmin (PSDB). Ele mobilizou a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp), para que solicitasse à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a ampliação na fiscalização dos serviços da concessionária.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.