Elias Maluco nega que seja chefe de facção criminosa

O traficante Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, principal acusado do assassinato do jornalista Tim Lopes, depôs por apenas cinco minutos na 34ª Vara Criminal do Rio,no início da tarde. Ele negou que seja chefe de uma facção criminosa e se recusou a prestar mais esclarecimentos à Justiça. No processo, Elias Maluco, o cantor Marcelo Pires Vieira, o Belo, e outros 20 acusados são citados como supostos integrantes do bando de traficantes que domina a favela do Jacarezinho. O traficante já deixou o Fórum rumo ao Batalhão de Choque da PM. Cinqüenta policiais fizeram a sua escolta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.