Elton John encanta Anhembi e faz chuva parar

Depois de 14 anos sem tocar no Brasil, cantor britânico começou show com ?Funeral for a Friend?

Livia Deodato, O Estadao de S.Paulo

18 de janeiro de 2009 | 00h00

Às 22h02, com apenas dois minutos de atraso, o britânico Elton John subiu ao palco do Anhembi, na zona norte. De terno preto com bordados coloridos e óculos lilás, sentou-se ao piano para tocar Funeral for a Friend/Love Lies. Só ao fim da segunda música, Bitch Is Back, cumprimentou o público polidamente e disse estar feliz por voltar ao Brasil depois de 14 anos. Em seguida, foi a vez de Madman Across the Water. Só na quarta canção, Tiny Dancer, o público de cerca de 30 mil pessoas, até então apagado, passou a vibrar. Uma fina chuva insistente começou a cair. Com Rocket Man, o Anhembi explodiu. E a chuva parou. Nas duas horas seguintes, Elton John cantaria sucessos de seus 40 anos de carreira, entre eles Your Song. A voz potente e as acrobacias sobre o piano faziam Elton John, mais loiro do que nunca, parecer longe de seus 61 anos. As ultrarromânticas Daniel e Sacrifice sugeriam que os casais - muitos quarentões - se abraçassem mais. Nas primeiras notas de Don''t Let the Sun Go Down, o céu estava totalmente aberto.A noite começou com show de James Blunt, às 20h. De terno cinza e gravata moderna, o carismático inglês entoou Breathe para soltar um sonoro "Ooooiii São Pauloooo!". Parecia mais animado do que o público. Os pontos altos foram os hits Carry You Home, You?re Beautiful e 1973. Ele cumprimentou fãs - chegou a beijar uma moça na testa - e, ao fim, pediu licença para tirar foto da multidão.Quando os portões foram abertos, às 18h - com uma hora de atraso, por causa da chuva, segundo a organização - a fila perdia-se de vista. Quem tinha ingressos para a pista comum, a R$ 250, teve de enfrentar fila de cerca de dois quilômetros, que continuava mesmo após o show de Blunt. A entrada era única, pelo portão 30. Deficientes físicos e o público dos camarotes e da área vip, porém, tinham entrada livre pelo portão 29. Enquanto muitos se irritavam antes do show, o cearense Melquisedec Lacerda, de 23 anos, destacava-se de chapéu de cangaceiro com a inscrição Barbalha, sua cidade natal. "Quero que o Elton John veja meu chapéu e grite: ?Look, he?s from Barrrbalha?", divertia-se.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.