Ichiro Guerra/DIV
Ichiro Guerra/DIV

Em 1ª viagem oficial no Brasil, Dilma anunciará 'Patrulhas Maria da Penha'

Presidente quer transformar em política nacional experiência do RS; Todas as ministras de seu governo vão acompanhá-la no evento

Pedro Venceslau, enviado a Campo Grande, O Estado de S. Paulo

03 de fevereiro de 2015 | 09h57

CAMPO GRANDE - Em sua primeira viagem oficial em território brasileiro no segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff vai se encontrar com Reinaldo Azambuja (PSDB) e inaugurar nesta terça-feira, 3, em Campo Grande, a primeira unidade do programa "Casa da Mulher Brasileira". Todas as ministras de seu governo vão acompanhá-la.

Promessa de campanha, os equipamentos, que consistem em locais especializados em atender mulheres em situação de risco, com policiais, juízes, médicos e psicólogos, serão instalados em todas as capitais nos próximos quatro anos. As primeiras doze unidades ficarão prontas em 2015, segundo o governo.  

Com a medida, Dilma também promete transformar em política nacional uma experiência do Rio Grande do Sul, as "Patrulhas Maria da Penha". A iniciativa cria uma força-tarefa para acompanhar as vítimas de agressão. "Assim que o juiz determinar a medida protetiva uma patrulha vai visitar a casa para conversar com a mulher, vizinhos e estabelecer relações", explicou a secretária de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, a ministra Aparecida Gonçalves. 

O programa Casa da Mulher Brasileira custará R $ 115,7 milhões. Cada unidade terá delegacia especializada, juizados, varas, defensoria, psicólogos e educadores. A gestão fica sob responsabilidade prefeituras. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.