Em 4 dias, adolescente é estuprada por presidiários no interior do Pará

Vítima diz ter sido aliciada para programa sexual no presídio e acabou em cárcere privado

Marcela Bourroul Gonsalves, estadão.com.br

19 Setembro 2011 | 18h07

SÃO PAULO - Uma adolescente de 14 anos denunciou ter passado quatro dias sendo estuprada por detentos da colônia agrícola Heleno Fragoso, no complexo penitenciário de Americano, um local onde os presos cumprem pena no regime semi aberto em Santa Isabel do Pará, a 50 km de Belém.

Ela conseguiu fugir do poder dos presos nesse final de semana e procurou uma base da Polícia Militar para fazer a denúncia. Segundo seu depoimento, ela teria sido aliciada para um programa sexual na área do presídio e acabou sendo mantida em cárcere privado.

O caso foi encaminhado para o Conselho Tutelar e nesta segunda-feira, 19, a jovem passou por exames e realizou testes de gravidez e de contágio venéreo. Ela também está sendo atendida por psicólogos.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar o estupro e a Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data) cuidará do caso. O sistema penitenciário também abriu um inquérito para apurar o caso e descobrir se algum funcionário esteve envolvido na entrada da adolescente no presídio.

O Ministério Público Federal (MPF) acompanhará as investigações. Foi encaminhado um ofício ao secretário estadual de Segurança Pública, Luiz Fernandes Rocha, requisitando que em 72 horas a secretaria informe ao MPF quais providências o Estado do Pará está tomando para apurar o caso e para punir os responsáveis.

Mais conteúdo sobre:
estupro adolescente presídio Pará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.