Em 98, queda semelhante nas Filipinas

Em 22 de março de 1998, um Airbus A320 da Philippine Air Lines, sem conseguir frear, saiu da pista do Aeroporto de Bacolod e caiu sobre casas. Como o Airbus da TAM, ele voava com o reverso inoperante, travado. Também houve aceleração após o toque na pista, provocada pelo sistema de acelerador automático (autothrottle), que foi deixado pelo piloto no modo avançado. No caso das Filipinas, 3 pessoas morreram, moradoras de casas atingidas. Os 124 passageiros e 6 tripulantes se salvaram. A investigação, segundo a Flight Safety Foundation, mostrou que o pouso com o autothrottle aumentou a velocidade do avião após o toque no chão. No momento de ativação do motor inoperante, o outro motor entrou em modo de potência quase total, mas sem o reversor para direcionar o fluxo de ar para a frente. A potência assimétrica tornou inúteis outros mecanismos de frenagem. Segundo especialistas, o autothrottle "ignora" a posição do manete no ar. Se o piloto o esquece na posição de potência ao pousar, o sistema entende que é necessário acelerar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.