Em Alagoas, verba foi usada para uísque e ração

A superintendência da Polícia Federal de Alagoas prendeu na quarta-feira 14 pessoas durante a Operação Mascotch, que investiga desvio de recursos da merenda escolar no Estado para compra de produtos como uísque e ração para cachorro. Segundo a PF, o esquema atinge pelo menos nove municípios - e teria desviado mais de R$ 8 milhões.

Ricardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

02 Abril 2011 | 00h00

Entre os presos está a ex-prefeita de Estrela de Alagoas Ângela Garrote.

Também foram detidos o secretário de Educação, José Soares dos Santos, a primeira-dama de Limoeiro, Heloísa Ferro, a secretária de Educação de Estrela de Alagoas, Maria Margarete dos Santos, o secretário de Finanças, Fernando Barbosa, e a primeira-dama de Belo Monte, Mônica Tenório; a secretária de Educação, Deusdete dos Santos, a primeira-dama de Lagoa da Canoa, Fabiana Lima, a vice-prefeita, Juliana Machado, a primeira-dama de Traipu, Juliana Kummer, além de Rosa Brandão, Maria Lira Soares e Juliane Tavares de Freitas, Charles Douglas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.