Em Bauru, Quércia diz que investirá no sistema penitenciário

O candidato do PMDB ao governo do Estado de São Paulo, Orestes Quércia disse neste sábado, 22, em Bauru, que investirá na reorganização do sistema penitenciário paulista e jamais permitirá que facções criminosas, como o Primeiro Comando da Capital (PCC) dominem as prisões. "Os diretores dos presídios não serão mais indicados por razões políticas mas através do currículo de trabalho que levará em conta, antes de tudo, a competência" - disse. Segundo Quércia, a queda do tucano José Serra e a estagnação do petista Aloizio Mercadante (PT) o colocam em boas condições na disputa pelo Palácio do Bandeirantes. O candidato do PMDB disse que sua força será explicitada depois que começar a propaganda no rádio e na TV. Antes disso, ele vai percorrer o Estado para a arregimentação dos velhos companheiros e da militância peemedebista. Quércia chegou a Bauru pouco depois das 10 horas e participou de uma carreata preparada pelo PMDB local que percorreu o trajeto do aeroporto até o Obeid Plaza Hotel, na avenida Nações Unidas, onde participou de reunião com militantes e candidatos proporcionais da cidade e região. Terminado os contatos em Bauru, o candidato seguiu para Pederneiras e Lençóis Paulista onde, segundo disse, também vai ao encontro daqueles com quem governou o Estado e militou nos anos 70, 80 e 90. "Vamos recuperar o prestígio desse grande partido e recolocar São Paulo na rota da ordem e do desenvolvimento" disse Quércia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.