Em calamidade por chuvas, Roraima terá visita do ministro Fernando Bezerra

O Rio Branco, que corta a capital do Estado, está 10,28 metros acima do nível normal

Carolina Spillari, Estadão.com.br

08 de junho de 2011 | 13h33

SÃO PAULO - O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, deverá chegar nesta quinta-feira, 8, à Roraima para vistoriar o Estado, que declarou calamidade pública por causa das chuvas. A expectativa é que Bezerra faça um mapeamento da situação e libere recursos para ajudar a população afetada, segundo informou o governo de Roraima.

Somente na capital, Boa Vista, são 113 desabrigados (pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos) e 332 desalojados (aquelas que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares). No Estado inteiro, são 694 desabrigados ou desalojados. O Rio Branco, que corta a capital, está 10,28 metros acima do nível normal, conforme mediação efetuada hoje.

Entre as estradas, a BR-174 é mais problemática, porque tem vários pontos de alagamento. Os caminhões fazem fila e não conseguem passar. A rodovia liga Amazonas e Roraima. Já a BR-401, que passa por quatro municípios, foi interditada ontem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.