Em Campos, doações são abandonadas na chuva

Em Campos, norte fluminense, sacolas e caixas cheias de roupas doadas para desabrigados e desalojados foram encontradas sob a chuva, ontem de manhã, na frente da Secretaria de Promoção Social. A Assessoria de Imprensa da secretaria lamentou o que chamou de desperdício e informou que as roupas foram abandonadas ali por moradores que receberam as doações, escolheram o que queriam e jogaram o resto na rua.As doações foram suspensas e um novo tipo de cadastro será elaborado pela secretaria, que considerou o episódio um fato isolado. As chuvas que caem no Estado há mais de 48 horas voltaram a preocupar moradores. Segundo o coordenador da Defesa Civil Estadual em Campos, coronel Moacir Pires, muita gente que se preparava para voltar para casa não poderá mais fazê-lo.Na capital do Estado, onde uma chuva fina cai desde a noite de domingo, acidentes e deslizamentos marcaram o dia. Na Avenida Brasil, um engavetamento entre quatro ônibus e dois carros deixou 13 feridos. Na Estrada Grajaú-Jacarepaguá, que teve uma pista interditada anteontem, a contenção da encosta começa a ser feita hoje. A obra deve durar dois meses.Em Minas, cinco pessoas morreram na madrugada de ontem, em decorrência das chuvas. Um casal e os dois filhos, de 6 e 4 anos, morreram enquanto dormiam, após o deslizamento de um barranco no município de Ervália. Outra morte foi registrada em Itabira: uma idosa morreu soterrada após um muro desmoronar sobre sua casa. COLABOROU EDUARDO KATTAH

Talita Figueiredo, RIO, O Estadao de S.Paulo

17 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.