Guilherme Baffi/Diário da Região - 2/5/2011
Guilherme Baffi/Diário da Região - 2/5/2011

Em depoimento, Marrone volta a dizer que não pilotou helicóptero

Cantor apenas admitiu ter auxiliado o piloto a consultar algum mapa ou carta

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

10 de maio de 2011 | 14h20

SÃO PAULO - O cantor Marrone, da dupla sertaneja Bruno e Marrone, afirmou em depoimento ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa) que nunca assumiu o comando de seu helicóptero, uma vez que não é habilitado para a função. As informações foram divulgadas nesta terça-feira, 10, pela assessoria de imprensa da dupla. O cantor apenas admitiu ter auxiliado o piloto quando precisava consultar algum mapa ou carta.

 

Veja também:

link Piloto do cantor Marrone é internado novamente em SP

A aeronave em que estavam Marrone, seu primo e secretário particular, Jardel Alves Borges 49 anos, e o piloto Almir Carlos Bezerra caiu no dia 2 de maio em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

 

O aparelho apresentou problemas depois de ser abastecido no aeroporto. O piloto Almir Carlos Bezerra tentou fazer o aparelho retornar à pista, mas não conseguiu. Segundo testemunhas, o helicóptero perdeu altura e bateu numa árvore, caindo nas dependências do Recinto de Exposições de Rio Preto, distante a 500 metros da pista.

 

O cantor não teve ferimentos graves, mas Jardel permanece na UTI e Almir passou por uma cirurgia para reconstruir o pé, amputado parcialmente no acidente. A dupla volta a se apresentar nesta semana. Eles farão quatro shows, três deles na região Norte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.